O amor... Ah! o amor !
Quando juntos, só nos alegra o coração,
Porém sangra, quando ocorre a separação.

O amor... Ah! o amor !
Sentimento às vezes ingrato, mortificante,
Mas, sempre, seja como for, gratificante.

O amor... Ah o amor !
Infeliz daquele que viveu sem amar,
Tanto no bem querer, quanto no penar.

O amor...Ah o amor!
Elixir da vida, aquarela dos sonhos,
Veneno do coração, sofrimentos medonhos.

O amor... Ah o amor !
Intensamente vivido, quando se está em comunhão
Profundamente sentido, no momento da separação. 

O amor.. Ah o amor !
Quem pela vida passou sem ter uma vez amado,
Simplesmente viveu sem ter qualquer sonho acalentado.


28.05.2002


Música Incidental: "Anima e Cuore"

Esta página, composta por texto e arte gráfica, é protegida pela Lei de Direito Autorais - LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, e pelos tratados e convenções internacionais.Respeite os direitos da autora, para que seus direitos também sejam respeitados, sempre.

 

 

 

Esta página, composta por arte gráfica e poema, é protegida pela Lei de Direito Autorais - LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998, e pelos tratados e convenções internacionais. Respeite os direitos da autora, para que seus direitos também sejam respeitados, sempre.