Nasci no  dia 9 de abril de 1951, às 19:45, sob o signo de Aries, com Ascendente em Escorpião e Lua em Touro, uma segunda feira, eu vim ao mundo.
Filha primogênita, cercada de amor e carinho pelos meus pais - Antônio e Marlena, pelos avós, todos corujas: Maria Taranto Lopes, Mariana Provenzano Narducci e Olinto Narducci, pelos meus tios, também corujas, Marilha e Carlo.
Minha mãe, uma menina, com apenas 18 anos, mesmo "carregando todo o peso de um final de gravidez", no dia anterior,   havia preparado a casa, encerado a sala, feito os doces e salgadinhos, para receber os convidados de meu pai,  que naquele dia 9 de abril completava 24 anos de vida -  ele até hoje, diz que fui o melhor presente de aniversário que  já ganhou na vida.

Muito nesta vida eu passei, aliás quem não passou?, afinal isto é VIVER. Como já disse Roberto Carlos, com simplicidade, mas extrema sabedoria, "Se chorei ou se sorri, o importante é que emoções eu vivi"... Casei cedo... cedo me divorciei, aí então é que, retornando à casa paterna fui concluir meus estudos de segundo grau, enfrentar um cursinho, prestar um vestibular, me graduar em Direito e lutar pelos anos adentro com o objetivo primevo de ao meu único, amado e adorado filho Luiz Fernando, educar, claro que jamais deixando de contar, ao longo de toda esta caminhada com o apoio, a guarida, o carinho e o amor de meus pais, avós, tios e irmãos - Marco Antônio e Tereza Cristina.

Sempre tive, por parte de todos os meus familiares e amigos, muito amor e carinho, muito amparo nas horas de aflição, em que imaginei não "dar conta do recado" e claro sempre, muita Proteção Divina.

Como advogada, formada em 26 de junho de 1978, posso me considerar uma profissional bem sucedida, já que sempre exerci minha profissão com muito amor, tendo me dedicado à advocacia comercial e tributária, vez que com o curso médio de Contabilidade mais embasamento tive para sustentar os subsídios dos anseios daqueles que me procuravam para solucionar suas questões. Destes clientes, graças a Deus, sempre tive o respeito, o carinho e a amizade, que chegaram até a extrapolar muitas vezes a alçada simplesmente dos vínculos de profissional-cliente tornando-se, muitos deles, amigos queridos.

Há 5 anos atrás não tinha a menor idéia do que eram "amigos virtuais", os descobri através do "Caderninho da Romy", que convidava os visitantes a participarem do Grupo "Novos Mensageiros".
Desde então, Romy Bastos tornou-se uma amiga querida, uma irmã-amiga, do coração, como sempre me refiro a ela, e outras tantas que neste virtual maravilhoso mundo fiz.

Meu "lado escritora"? Nasci numa família de pai escritor, desde bem cedo com ele aprendi a "arte das letras", se é que ela existe, porque penso que o escritor já assim nasce. Alguns livros técnicos, na área contábil, em parceria com meu pai, e um filho único na área jurídica, em "voo solo", publiquei. Poesias? Até maio deste ano de 2002 não tinha ainda atrevido a escrevê-las, muito embora filha de pai poeta, ou talvez por este motivo mesmo, tinha receio de "fazer feio". Quando, incentivada por amigos-virtuais também  poetas "rabisquei" meus primeiros versos, e ganhei meus primeiros elogios, aí, esta ariana aqui não mais quis parar.

Por isso tudo isto que a vida me brindou, e com certeza ainda me brindará, a Deus agradeço:
Pela família que me possibilitou  usufruir a morada;
Pelo filho amigo, companheiro e confidente que me permitiu ter;
Pelos amigos, que me rodeiam fazendo-me pessoa feliz e amada;
Pela profissão que feliz exerço por ter Ele assim me permitido;
Pelo amor que me concedeu dar e receber, tornando minha vida colorida;
Afinal, estes são os verdadeiros e autênticos tesouros da existência humana !

A_Ninh@ Lopes de Sá

 

 

 

 

Música Incidental: "In My Life" - Beatles - Midi do site BAIXOU TUCO: http://geocities.yahoo.com.br/baixotu/musica.html