O meu amor sozinho
É assim como um jardim sem flor,
Só queria poder ir dizer a ela
Como é triste se sentir saudade.
É que eu gosto tanto dela,
Que é capaz dela gostar de mim,
Acontece que eu estou mais longe dela
Do que a estrela a reluzir na tarde.
Estrela, eu lhe diria,
Desce à terra, o amor existe
E a poesia
Só espera ver
Nascer a primavera
Para não morrer.

Não há amor sozinho,
É juntinho que ele fica bom,
Eu queria dar-lhe todo o meu carinho,
Eu queria ter felicidade.
É que o meu amor é tanto,
Um encanto que não tem mais fim,
No entanto ela não sabe que isso existe...
É tão triste se sentir saudade,
Amor, eu lhe direi,
Amor que eu tanto procurei,
Ah! quem me dera eu pudesse ser
A tua primavera
E depois morrer.

Autoria: Vinicius de Morais e Carlos Lyra

 

Letra e sequência Midi do site "Músicas MAQ".
Clique
AQUI para dirigir-se ao site.

Copyright© 2002/2004 Ninh@ Lopes de Sá * Todos os direitos reservados* - Web design, edição e formatação por Ninh@ Lopes de Sá. É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site sem a autorização expressa da autora ou dos detentores de copyright do texto, da formatação e dos demais elementos que compõem a página, nos precisos termos da pela Lei 9.610 de 19/02/1998, Lei dos Direitos do Autor.