A praça Castro Alves é do povo
Como o céu do avião
Um frevo novo, um frevo, um frevo novo
Todo mundo na praça
Manda a gente sem graça pro salão
(Bis)

Mete o cotovelo e vai abrindo o caminho
Pegue no meu cabelo
Pra não se perder e terminar sozinho
O tempo passa mas na raça eu chego lá
É aqui, nessa praça, que tudo vai ter de pintar

A praça Castro Alves é do povo
Como o céu do avião
Um frevo novo, um frevo, um frevo novo
Todo mundo na praça
E manda a gente sem graça pro salão

Mete o cotovelo e vai abrindo o caminho
Pegue no meu cabelo
Pra não se perder e terminar sozinho
O tempo passa mas na raça eu chego lá
É aqui, nessa praça, que tudo vai ter de pintar

 

Desconheço o autor da digitalização desta música, se você souber por favor mande-me um E-mail, para que os créditos devidos lhe sejam atribuídos.

Web design, edição e formatação por Ninh@ Lopes de Sá. É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site sem a autorização expressa da autora ou dos detentores de copyright do texto, da formatação e dos demais elementos que compõem a página, nos precisos termos da pela Lei 9.610 de 19/02/1998, Lei dos Direitos do Autor.