Acabei com tudo
escapei com vida
tive as roupas e os sonhos rasgados
na minha saída.

Mas saí, ferido
sufocando o meu gemido
Fui o alvo perfeito
muitas vezes no peito atingido.

Animal arisco, 
domesticado esquece o risco
me deixar enganar e até 
me levar por você.

Eu sei, quanta tristeza eu tive
mas mesmo assim se vive morrendo 
aos poucos por amor.

Eu sei, que o coração perdoa
mas não esquece à toa
e eu não esqueci.


Não vou mudar
esse caso não tem solução
Sou fera ferida, no corpo e na alma
e no coração

 

Web design, edição e formatação por Ninh@ Lopes de Sá. É expressamente proibida, por lei, a divulgação desta página em outro site sem a autorização expressa da autora ou dos detentores de copyright do texto, da formatação e dos demais elementos que compõem a página, nos precisos termos da pela Lei 9.610 de 19/02/1998, Lei dos Direitos do Autor.

Desconheço o autor da digitalização desta música, se você souber por favor mande-me um E-mail, para que os créditos devidos lhe sejam atribuídos.