Já não encontro o meu abrigo confortante,
As conversas animadas e verdadeiras,
Os dias de sol intenso e muitos sonhos. 


Já não encontro o teu olhar, meu pai.
Já não consigo enxergar com a mesma fé,
Entender as razões de meu otimismo
E chorar sem precisar me controlar.


Já não encontro o teu olhar, meu pai.
Já não consigo ver o horizonte tão claro,
Sólido e imenso e estranhamente luminoso,
Nem sentir aquela descontração despreocupada.


Já não encontro teu olhar meu pai. 
Já não consigo ouvir as gargalhadas,
Que tanto me divertiam nas noites alegres,
Da minha infância turbulenta e colorida.


Já não encontro teu olhar meu pai. 
Já não consigo sentir com expectativa,
A chegada em minha antiga casa,
Que hoje me conduz à saudade.

Já não encontro teu olhar azul, meu pai.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Música Incidental: "All My Love" - The Beatles