Quisera ser uma estrela cadente
para voar através do espaço sideral,
percorrer mundos e constelações,
me perder em poeiras cósmicas,
nebulosas e quasares ...
Ter a liberdade dos cometas vadios
e não se prender a nenhuma força
que aniquila meus movimentos....
conter toda a energia
a fim de romper barreiras
e obstáculos intransponíveis.

Vagar por galáxias incomensuráveis
contendo ainda o brilho incandescente
das estrelas perdidas,
e quando atravessar as barreiras do Universo,
após ter atravessado toda a minha existência
chegar ao Infinito,
e lá.......encontrar Você!

 

 

 

  Música Incidental: "Se Eu Não Te Amasse Tanto Assim" - Desconheço o autor da digitalização desta música, se você souber por favor mande-me um E-mail, para que os créditos devidos lhe sejam atribuídos.