De lutas e de glórias, radiante
Conclui-se mais um ano em sua existência
Que como todos outros traz a essência,
Da santa vida sua, triunfante.
 
Na trilha mais florida ou causticante,
Com lucidez perfeita e com veemência
Rompendo foi su'alma a inclemência
Da sorte, firme e lúcido brilhante.
 
E agora tens-me jovem ao teu lado,
Sendo por mim o ente mais amado,
Sendo por mim o símbolo da vida.
 
Que tanto lhe custou, mia mãe querida,
Mas que também agora lutará
Contigo num futuro que virá.
 
 
 
 
NOTA: Meu pai, quando escreveu esta poesia, tinha apenas 18 anos, e minha avó, estava completando seus 38 anos de vida.
No momento em que formato esta página, minha avó ainda vive, hoje no alto de seus  96 anos, completados no dia 7 de março de 2003  e comigo vive há 25 anos. 
Foi durante toda sua vida uma mulher batalhadora. Orgulho-me de ser sua neta primogênita e poder desfrutar da sua presença constante em minha vida, pois com ela muito aprendi.
Hoje, debilitada, mas ainda com muitos momentos de lucidez e uma memória invejável.

Agosto de 2003.
 
 
                
 
  
 
  Música Incidental: ""Viene alla Finestra" - Desconheço o autor da digitalização desta música, se você souber por favor mande-me um E-mail, para que os créditos devidos lhe sejam atribuídos.