Aqui eu faço um pequeno resumo do que é a minha cidade, minha querida "Belô" , cidade onde nasci e onde vivo. Muita gente não conhece este meu rincão, por isso resolvi prestar uma homenagem à essa jovem cidade, que completou 100 anos no dia 12 de dezembro de 1999.

 

A exemplo de Minas, Belo Horizonte hoje são muitas. A cidade cresceu, sem perder a alma. Ganhou velocidade e dinamismo. Tornou-se um dos maiores centros industriais, de negócios e de eventos da América Latina.

 

 Internacionalizou-se, abriu janelas para o mundo. Hoje, tem mais de dois milhões de habitantes, e a população de sua região metropolitana aproxima-se da marca de quatro milhões. Belo Horizonte conta com um dos melhores parques hoteleiros do Brasil, amplos espaços para eventos profissionais e empresariais, excelentes teatros e uma dezena de shopping centers. Dois aeroportos servem a cidade: Pampulha, inteiramente reformado e modernizado, e o aeroporto de Confins, comparável aos melhores do mundo, que utiliza a mais avançada tecnologia de telecomunicações instalada no Brasil. Equipamentos públicos de última geração, excelente infra-estrutura de serviços e segurança, baixo nível de poluição, extensas áreas verdes e um dos menores índices de criminalidade do País fazem da cidade a melhor metrópole do mundo para se viver, segundo o Population Crisis Committee – instituto privado norte americano com sede em Washington.

 Obras-primas de Niemeyer, Portinari e Burle Marx, precursoras da moderna arquitetura brasileira, convivem com indústrias de alta tecnologia, universidades altamente conceituadas, museus de arte e história e um rico e variado artesanato. Porta natural de entrada para roteiros turísticos inesquecíveis, que vão das cidades históricas aos lagos, parques ecológicos e grutas, a cidade é um mundo de arte, lazer, compras e bons negócios, com acesso fácil a partir de qualquer ponto do País, e com intensa vida noturna. Muita coisa mudou em seus cem anos de existência. Menos o verde, o azul do céu, as delícias da culinária e a hospitalidade mineira.     

 

DINÂMICA E MODERNA

Principal pólo do desenvolvimento industrial e comercial de Minas, Belo Horizonte está situada na região de maior dinamismo econômico do Estado. Importante núcleo criador de estilismo e moda, seu parque produtivo é um dos cinco maiores da América do Sul, com destaque para a indústria automobilística e de autopeças, siderurgia, eletroeletrônica e construção civil.

 

 Tudo isso faz com que a cidade tenha, hoje, uma expressão comparável à das maiores metrópoles latino-americanas. Consolidando agora sua vocação de grande centro de negócios, Belo Horizonte oferece excelentes condições de segurança e conforto aos participantes e promotores de grandes eventos empresariais e promocionais. A cidade é facilmente alcançada a partir dos principais entroncamentos rodoviários do País e, por terra, as viagens vão ficar ainda mais confortáveis, seguras e econômicas, com a ampliação das rodovias.

 A duplicação da BR-381, Rodovia Fernão Dias, tornará a ligação com todo o sudeste brasileiro e os países do Mercosul ainda mais rápida. Belo Horizonte fica a uma hora de vôo de São Paulo, Rio, Brasília e Vitória e dezenas de vôos partem, diariamente, do Aeroporto da Pampulha - cuja estação de embarque foi ampliada -  e do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins.

 

CULTURA, ARTE E ESPORTES

Com sólida tradição cultural e artística, a cidade sempre foi terra de poetas, escritores, cineastas, pintores e músicos. Berço do modernismo na arquitetura brasileira, com a construção do conjunto da Pampulha, destaca-se hoje por novas e arrojadas criações arquitetônicas e é uma lição viva de arquitetura do século XX: do neoclássico dos palacetes, construídos na época da fundação, às modernas torres de vidro e aço. A história cultural de Belo Horizonte vai de Carlos Drummond de Andrade ao clube da esquina e do Sepultura ao Uakti. Seus grupos teatrais e de dança - como o Galpão, o teatro de bonecos Giramundo e o Corpo - são aplaudidos no Brasil e no exterior. Hoje, a cidade promove festivais nacionais e  internacionais de dança, teatro, música e poesia, com a participação de grupos profissionais do mundo inteiro. A paixão dos mineiros pelo esporte faz também de Belo Horizonte importante pólo de competições esportivas: mountain bike, motocross, vôo livre e paraglider, rali automobilístico pelas montanhas, kart, atletismo e ciclismo. Além do futebol, é claro. A cidade é, ainda, centro de referência em diversos campos da ciência e da Medicina.

 

 

 

 

 

Midi: "Oh! Minas Gerais" - Esta música é uma adaptação da música italiana "Viene Sul Mar", utilizou-se a melodia, e colocou-se uma letra (infelizmente eu não sei quem é o compositor, quem souber, por favor, me avise):
"Oh Minas Gerais!
Oh Minas Gerais!
Quem te conhece não esquece jamais
Oh Minas Gerais! "

 

 

 

 

PS: Fonte de dados, fotos e textos,  BELOTUR: http://www.belotur.com.br e  BH CVB: http://www.bhcvb.com.br